Com o objetivo de reunir profissionais e pesquisadores que pensam a programação brasileira de filmes e obras audiovisuais, o Ver Cinema abre a todos os interessados a oportunidade de debater e repensar a relação do público com as criações audiovisuais produzidas e exibidas em todo o mundo. O evento, que acontece de forma paralela ao III Fronteira Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental, em Goiânia, entre os dias 20 e 22 de março, é gratuito, aberto a toda a população e ocorre no formato de três mesas temáticas, que reúnem convidados brasileiros e estrangeiros, que participam do encontro como colaboradores propositivos. Para aqueles que desejarem um certificado, é necessário fazer a inscrição por meio do link: http://migre.me/wa7IN.

Em cada debate, é possível discutir desde a programação e curadoria de festivais e mostras, passando pela exibição de conteúdos por cineclubes, cinematecas, museus, centros culturais, pontos de cultura, salas não comerciais de cinema, chegando até itinerâncias e projetos de exibições especiais.

Entre os convidados internacionais, estão Angél Ruèda (Espanha), programador, curador e cineasta, diretor e fundador da (S8) Mostra Internacional de Cinema Periférico, um evento único na Espanha, com especial destaque para cinema de vanguarda, performance cinematográfica e cinema expandido; e Cíntia Gil (Portugal), codiretora do DocLisboa – Festival Internacional de Cinema e membro do conselho da Apordoc – Associação Portuguesa de Documentários.

De outros Estados, haverá a participação de Eduardo Valente (Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e Festival de Berlim – Berlinale) e Janaína Oliveira (Fórum de Cinema Negro e Festival PanAfricano de Cinema), ambos do Rio de Janeiro, além de Júnia Torres (Fórum.doc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico – Fórum de Antropologia e Cinema) e Marisa Merlo (Olhar de Cinema – Festival Internacional de Cinema e Curitiba / BIS – Bienal de Cinema Sonoro), ambas de Belo Horizonte.

Entre os participantes que hoje vivem em Goiânia, fazem parte das mesas: Camilla Margarida (CAMIRA – Cinema and Moving Image Research Assembly); Fabrício Cordeiro (Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica/ Goiânia Mostra Curtas); Rafael Parrode (Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental); Marcela Borela (Fronteira Festival e Cine Mutamba) e Marcelo Ribeiro (Incinerrante.com), como mediadores.

Os temas das mesas do encontro serão:

Mesa 1: O trabalho de curadoria e programação de cinema: experiências que organizam práticas; Mesa 2: Problemas teóricos da curadoria: olhares críticos sobre filmes e escolhas curadorias; e Mesa 3: O circuito não-comercial de exibição: festivais, mostras, cineclubes, cinematecas – encontro e troca de experiências.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>