A primeira edição do MILITUM – Festival de Cinema de História Militar, que acontecerá nos dias 28 e 29 de setembro, no Rio de Janeiro, tem inscrições abertas até 30 de julho, através do site www.patriafilmes.com.

O festival tem como objetivo incentivar a produção independente do cinema brasileiro, promover o acesso a obras audiovisuais inovadoras, culturais e educativas, bem como proporcionar o debate, a discussão, o aprendizado e a difusão do conhecimento sobre a história militar brasileira.

Podem participar filmes captados em qualquer suporte e finalizados em qualquer formato digital, com duração de até 30 (trinta) minutos, produzidos em qualquer época e que possuam como temática central a história militar brasileira, seus estudos, fatos, versões e personagens.

Serão aceitos filmes brasileiros e estrangeiros. Os filmes não falados em português precisam estar legendados neste idioma. Os filmes podem ser inscritos por militares ou civis, pessoas físicas ou instituições/produtoras, profissionais, estudantes e amadores. Não há limite de obras inscritas por participante. Os filmes inscritos devem estar enquadrados dentre as categorias ficção, documentário e animação.

O interessado deverá preencher a ficha de inscrição online com seus dados e os dados do filme, bem como informar o link para assistir/baixar a íntegra do filme inscrito. É fundamental, quando for o caso, informar a senha de acesso para o link. Serão aceitos links do YouTube, Vimeo, Google Drive, Dropbox, Mega e afins. Nenhum material deve ser enviado fisicamente.

Os filmes inscritos não precisam ser inéditos. Não serão aceitas inscrições de filmes e vídeos não concluídos ou em progresso.

Serão selecionados, pela organização do festival, cinco filmes de cada categoria para as mostras competitivas, totalizando 15 filmes. Os filmes selecionados, se desejarem, poderão substituir as cópias enviadas no ato da inscrição por outras em alta definição. Será solicitado, ao responsável por cada filme selecionado, o envio de material de divulgação (cartaz, fotos, still, trailer) em formato digital e virtual.

O festival, para agraciar os melhores filmes do festival, criou como troféu o Prêmio Apollo, homenagem ao Tenente Apollo Miguel Rezk (1918 – 1999), veterano da Força Expedicionária Brasileira, herói da Segunda Guerra Mundial em Monte Castello e La Serra. Reformado no posto de Major, Apollo recebeu todas as medalhas da FEB e é, até hoje, o único brasileiro a receber a medalha militar americana Distinguished Service Cross, por seus atos de bravura extrema no combate ao inimigo nazista.

Os filmes serão premiados nas seguintes categorias: Apollo de Melhor Ficção, Apollo de Melhor Documentário, Apollo de Melhor Animação, Apollo de Melhor Roteiro, Apollo de Melhor Direção, Apollo de Melhor Fotografia e Apollo de Melhor Montagem.

Os prêmios serão concedidos pelo júri oficial do festival, formado por cineastas, militares e historiadores a serem convidados pela organização do festival. O júri oficial também concederá 3 (três) prêmios especiais: Apollo Febiano, ao melhor filme (de qualquer categoria) com a temática do Brasil na Segunda Guerra Mundial; Apollo Feminino, ao melhor filme (de qualquer categoria) com a temática da mulher na história militar brasileira; e Apollo Historiador, ao filme (de qualquer categoria) que revelar contribuição inovadora ao estudo da história militar no Brasil.

A equipe do filme agraciado com o Apollo Febiano ganhará, da Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira – Seção Rio de Janeiro, pacote de viagem (passagem e hospedagem para duas pessoas) para ir a Brasília-DF, em novembro/2017, participar do XXIX Encontro Nacional dos Veteranos da FEB. No Encontro, será promovida uma exibição do filme premiado, seguida de uma conversa com os realizadores. Os membros da equipe participantes do Encontro assumem o compromisso de registrar cinematograficamente o evento e realizar um curta-metragem documental ou um cinejornal sobre o Encontro. A equipe do filme será a detentora dos direitos autorais do material gravado e a Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira terá o direito de divulgar o material publicamente.

Também em caráter de premiação e reconhecimento, a Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira – Seção Rio de Janeiro emitirá uma chancela de qualidade a todos os filmes com a temática sobre o Brasil na Segunda Guerra Mundial que sejam selecionados para o festival. A ideia é reconhecer que estas obras contribuem para a narrativa histórica e exibem notável qualidade de forma e conteúdo, estando qualificadas para representar de maneira fidedigna a memória febiana.

O júri popular, formado pelo público presente às sessões do festival, poderá votar em seu filme preferido de cada sessão. O filme, de qualquer categoria, que obtiver mais votos ao final do festival receberá o Prêmio Apollo de Melhor Filme pelo Júri Popular.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>