Estão abertas as inscrições para a Chamada Pública PRODAV 14/2017, segunda edição da iniciativa do Programa Brasil de Todas as Telas, que seleciona propostas de produção de jogos eletrônicos para exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis. O edital disponibiliza R$ 10 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, e estima a seleção de 22 projetos de games. O prazo vai até o dia 3 de julho, e as inscrições devem ser feitas pelo Sistema FSA, no site do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, agente financeiro do FSA.

Os valores de investimento da Chamada Pública estão divididos em três categorias, de acordo com o valor do investimento.  A categoria C contemplará projetos com até R$ 250 mil; a categoria B, até R$ 500 mil; e a categoria A, até R$ 1 milhão. A previsão é de seleção de 2 projetos na categoria A, 12 na categoria B, e 8 na categoria C. Podem ser inscritos projetos que se encontrem em qualquer etapa de produção, desde que o jogo não tenha sido lançado comercialmente. Cada proponente pode apresentar apenas um projeto e deve fazer a opção pela categoria em que deseja concorrer no momento da inscrição.

Podem participar do edital empresas produtoras audiovisuais e desenvolvedoras de jogos eletrônicos registradas e classificadas na ANCINE como agente econômico brasileiro independente. As empresas desenvolvedoras de jogos eletrônicos deverão possuir atividade econômica classificada no CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas como desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis; ou desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis. Devem ainda respeitar as vedações de controle, coligação e veto comercial ou qualquer tipo de interferência comercial sobre os conteúdos produzidos aos agregadores de serviços de jogos eletrônicos, ou provedores deste serviço ao consumidor final.

O processo de seleção levará em conta ainda as reservas mínimas de 30% dos recursos para projetos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e 10% para projetos da região Sul e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Assim como na primeira edição, todas as propostas classificadas para a fase de defesa oral poderão se candidatar aos recursos do Procult/BNDES, de acordo com as regras específicas do programa.

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>