“As Boas Maneiras” é eleito o melhor filme do Festival do Rio
Premiados do Festival do Rio

O Festival do Rio teve sua noite de premiação ontem, 15 de outubro, e consagrou como melhor filme o longa “As Boas Maneiras”, de Juliana Rojas e Marco Dutra. O filme ganhou os prêmios Felix (melhor longa de ficção), Fipresci (melhor filme do evento), melhor fotografia para Rui Poças, melhor atriz coadjuvante para Marjorie Estiano e melhor longa-metragem de ficção pelo Júri Oficial.

Os prêmios foram recebidos pela produtora Sara Silveira e pelo distribuidor do longa Jean-Thomas Bernardine, da Imovision. Os diretores Juliana Rojas e Marco Dutra estão a caminho do Festival de Busan, na Coreia do Sul, para acompanhar as exibições no evento.

“As Boas Maneiras” é uma produção da Dezenove Som e Imagens, com coprodução da Globo Filmes e das companhias francesas Urban Factory e Good Fortune Films.

O longa, que tem no elenco principal a portuguesa Isabél Zuaa, que acaba de ganhar Menção Especial no Festival de Stiges, Espanha, as atrizes e cantoras Cida Moreira e Marjorie Estiano, além do ator infantil Miguel Lobo, fez sua estreia mundial em agosto, no Festival de Locarno, onde recebeu o Leopardo de Prata, segundo prêmio mais importante do evento concedido pelo júri oficial. No mês seguinte, o filme faturou três prêmios em festivais internacionais: no L`Étrange Festival, em Paris, ganhou o prêmio do público. Em Austin, os diretores receberam Menção Especial do júri oficial do Fantastic Festival, considerado o mais importante evento de cinema do gênero, e no Biarritz Amérique Latine, mais uma Menção Especial. No Festival de Sitges, Espanha, o longa ganhou o Prêmio da Crítica e a atriz Isabél Zuaa recebeu Menção Especial do Júri.

Confira os premiados do Festival do Rio:

Première Brasil – ficção e documentário / longa e curta

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO - As Boas Maneiras, de Juliana Rojas, Marco Dutra. produzidopor Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC - Piripkura, de Mariana Oliva, Renata Terra, Bruno Jorge. produzido por Mariana Oliva

MELHOR CURTA-METRAGEM - Borá, de Angelo Defanti. produzido por Sara Silveira, Bárbara Defanti e Cristina Alves

Menção Honrosa curta-metragemRoberta Gretchen Coppola, por Vaca Profana

MELHOR DIREÇÃO DE FICÇÃO -  Lúcia Murat, por Praça Paris

MELHOR DIREÇÃO DE DOC - Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva, por Slam: Voz de Levante

MELHOR ATRIZ – Grasse Passô, por Praça Paris

MELHOR ATOR – Daniel de Oliveira, por Aos Teus Olhos e Murilo Benício, por O Animal Cordial

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Marjorie Estiano, por As Boas Maneiras

MELHOR ATOR COADJUVANTE – Marco Rica, por Aos Teus Olhos

MELHOR FOTOGRAFIA – Rui Poças, por As Boas Maneiras

MELHOR MONTAGEM - Caroline Leone, por Alguma Coisa Assim

MELHOR ROTEIRO - Lucas Paraizo, por Aos Teus Olhos

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – Slam: Voz de Levante

NOVOS RUMOS

MELHOR FILME - A Parte do Mundo que me Pertence, de Marcos Pimentel, produzido por Luana Melgaço

MELHOR CURTA - Atrito, de Diego Lima

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI - Vende-se esta Moto, de Marcus Faustini

VOTO POPULAR

MELHOR LONGA FICÇÃO: Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor, produzido por Carolina Jabor e Leonardo Monteiro de Barros

MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO: Dedo na Ferida, de Silvio Tendler. Produzido por SILVIO TENDLER

MELHOR CURTA: Vaca Profana, de René Guerra. Produzido por Juliana Vicente

PRÊMIO DA CRÍTICA  FIPRESCI

Para: As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra

PRÊMIO FELIX

Melhor Longa Ficção: As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra, produzido por Sara Silveira, Maria Ionescu, Clément Duboin e Frédéric Corvez

Melhor Longa Doc: Queercore: How to Punk a Revolution, de Yony Leyser, produzido por Thomas Janze

Melhor Curta: Sandra Chamando, de João Cândido Zacharias, produzido por Tatiana Leite

Premiação MOSTRA GERAÇÃO

O Júri destacou duas menções honrosas:

Historietas Assombradas, o Filme, de Vitor-Hugo Borges

Altas Expectativas, de Pedro Antonio Paes e Álvaro Campos

Prêmio de melhor Filme da Mostra Geração Sobre Rodas, de Mauro D’Addio, produzido por Beatriz Carvalho

Prêmio Petrobras de Cinema

O Prêmio Petrobras de Cinema - oferecido pela empresa para a distribuição comercial do melhor filme de ficção da competição da Première Brasil, e melhor filme da mostra Première Brasil Novos Rumos, escolhidos pelos júris oficiais.
 Valores e categorias Troféu Redentor a receber o Prêmio Petrobras de Cinema: 
R$ 200 mil para melhor filme de ficção de longa-metragem da Première Brasil
, R$ 100 mil para melhor filme para longa-metragem da Mostra Novos Rumos

.

Prêmio de Mídia do Canal Curta!

O filme escolhido pelo Júri Oficial da Competição de Documentários de Longa Metragem receberá o troféu Redentor e o Prêmio de Mídia do Canal Curta!, no valor de R$ 100 mil em plano de mídia para apoio ao lançamento do filme em salas de cinema. O melhor documentário de longa metragem escolhido pelo voto popular também receberá o Prêmio de Mídia do Canal Curta!, no mesmo valor.

Relacionados

Compartilhe

(1) Reader Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>