O 2º BAF – Brasília Animation Festival acontece de 12 a 15 de outubro, na Universidade de Brasília (UnB). Serão quatro dias de atividades gratuitas para adultos e crianças, amantes de quadrinhos, games e cinema.

Durante o BAF, serão exibidos cerca de 70 filmes de 24 países, distribuídos nas mostras competitivas: Nacional, Internacional, Mulheres, Infantil e Macabra. Os melhores curtas serão escolhidos por voto popular e júri técnico.

Do lado de fora da sala escura do BAF, ocorrerá o concurso de cosplay, feira e exposição de quadrinhos e ilustrações de artistas locais, além de oficinas de desenho gestual, quadrinhos, animação 2D, pintura digital e animação para games, oficinas de criação e experimentação com pixilation e stop motion, técnica de animação que vem conquistando adeptos, utilizada em filmes como Kubo e as Cordas Mágicas (2016), ParaNorman (2012) e Coraline (2009)Especialmente no dia 12 de outubro, a molecada terá ainda brinquedos infláveis, pula-pula, cama elástica e outras atrações. Tudo inteiramente grátis.

A programação conta ainda com a participação de renomados animadores brasileiros, entre eles, o diretor Alê Abreu. Com mais de 50 prêmios pelo longa-metragem O Menino e o Mundo, a primeira animação brasileira indicada ao Oscar, ele vem a Brasília falar sobre a produção independente em animação no país.

Outro convidado é o quadrinista e ilustrador paraibano Francisco Leite. Shiko, como é mais conhecido no mundo das HQs, conquistou, por duas vezes, uma das mais tradicionais premiações dos quadrinhos brasileiros, o “HQ Mix de Melhor Álbum de Terror – Aventura – Ficção”, com as obras O Azul Indiferente do Céu e Lavagem. Atualmente, produz a série de animação Anima Latina, patrocinada pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). 

Os números das produções de séries animadas têm mostrado o promissor mercado de animação brasileira. Esse é um dos temas da palestra do diretor e animador Cesar Coelho, um dos fundadores do Anima Mundi e responsável por animações exibidas no encerramento dos Jogos Olímpicos de 2016. De acordo com um levantamento feito junto às produtoras brasileiras, são mais de 50 séries em veiculação no país atualmente.

Entre os que se destaca no mercado de séries nacionais está Jonas Brandão, diretor da Split Studio, responsável pela temporada 2017 de Turma da Mônica. Jonas participa do BAF pela segunda vez. Além de palestra, ministrará uma masterclass de Storyboard durante o festival. Uma oportunidade para quem quer conhecer de perto um profissional que tem no currículo desenhos como O Sítio do Picapau Amarelo.

As mulheres são outro ponto forte na programação do evento. Lena Franzz é uma delas. Animadora 2D, atriz e ilustradora, já participou de projetos como Meu AmigãozãoHistorietas Assombradas e Mundo Bita. Hoje em dia, é uma das animadoras sênior do desenho O Irmão do Jorel, coproduzido pela Cartoon Network e Copa Studio, experiência que contará em sua palestra.

Rosaria Moreira também está na vanguarda da animação brasileira. Ganhou o prêmio de Melhor Curta do festival durante o Anima Mundi 2016, Melhor Curta Brasileiro e prêmio Aquisição Canal Brasil com o filme autoral “O Projeto do meu Pai’. Seu trabalho pode ser visto no BAF durante a Mostra Mulheres. Rosaria aproveita sua passagem pela capital do país e fala à plateia do evento sobre o participação feminina nesse mercado ainda pouco ocupado por elas.

Mais informações sobre o evento e inscrições para as atividades, no site www.brasiliaanimationfestival.com.br.

 

2º BAF – Brasília Animation Festival
Data: 12 e 13/10 (quinta e sexta) das 9h às 22h – 14 a 15/10 (sábado e domingo) das 9h às 21h30
Local: Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Entrada franca (senhas distribuídas somente no dia, 1 hora antes do início da sessão)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Relacionados

Compartilhe

(0) Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>